Receba novidades - cadastre seu E-MAIL

quarta-feira, 5 de março de 2014

Obras de Arte - Tarsila do Amaral

Obras de arte – Tarsila do Amaral

Tarsila do Amaral foi uma das mais importantes pintoras brasileiras do movimento modernista. Nasceu na cidade de Capivari (interior de São Paulo), em 1º de setembro de 1886. Na adolescência, Tarsila estudou no Colégio Sion - SP, porém, completou os estudos numa escola de Barcelona (Espanha).  Desde jovem, Tarsila demonstrou muito interesse pelas artes plásticas. Aos 16 anos, pintou seu primeiro quadro, intitulado Sagrado Coração de Jesus.

Sagrado Coração de Jesus - 1921

Em 1906, casou-se pela primeira vez com André Teixeira Pinto e com ele teve sua única filha, Dulce. Após se separar, além de pintar, estudou escultura. Somente aos 31 anos começou a aprender as técnicas de pintura com Pedro Alexandrino Borges (pintor, professor e decorador).  Em 1920, foi estudar na Academia Julian em Paris. Em 1922, participou do Salão Oficial dos Artistas da França, utilizando em suas obras as técnicas do cubismo.

A Cuca - 1924


Retornou para o Brasil em 1922, formando o "Grupo dos Cinco", junto com Anita Malfatti, Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Menotti Del Picchia. Este grupo foi o mais importante da Semana de Arte Moderna de 1922.


O Mamoeiro - 1925


Em 1923, retornou para a Europa e teve contatos com vários artistas e escritores ligados ao movimento modernista europeu. Entre as décadas de 1920 e 1930, pintou suas obras de maior importância e que fizeram grande sucesso no mundo das artes. Entre as obras desta fase, podemos citar as mais conhecidas: Abaporu (1928) e Operários (1933).

Abaporu - 1928

No final da década de 1920, Tarsila criou os movimentos Pau-Brasil e Antropofágico. Entre as propostas desta fase, Tarsila defendia que os artistas brasileiros deveriam conhecer bem a arte europeia, porém deveriam criar uma estética brasileira, apenas inspirada nos movimentos europeus.

Antropofagia - 1928

No ano de 1926, Tarsila casou-se com Oswald de Andrade, separando-se em 1930.  Entre os anos de 1936 e 1952, Tarsila trabalhou como colunista nos Diários Associados (grupo de mídia que envolvia jornais, rádios, revistas).

Operários - 1933

Tarsila do Amaral faleceu em São Paulo em janeiro de 1973. A grandiosidade e importância de seu conjunto artístico a tornou uma das grandes figuras artísticas brasileiras de todos os tempos. 

Características das obras de Tarsila do Amaral:
- Uso de cores vivas.
- Influência do cubismo
- Suas obras abordam temas do cotidiano, paisagens do Brasil e temas sociais.
- Algumas obras mostram a estética fora dos padrões mostrando influência surrealista na fase antropofágica.


Objetivos:
- Conhecer a vida e as obras de Tarsila do Amaral, as características dos seus desenhos, as cores utilizadas, as texturas, contornos e temas pintados.
- Escolher uma obra da artista, fazer a leitura formal e interpretativa.
- Apropriar-se da obra e criar obras inéditas, com diferentes materiais e técnicas.

Sugestão 01 – Obra – “Cuca” - Representação da obra com Massinhas Soft

Material: Ecotela (Papéis Novaprint), Tinta Acrylic Colors ou Guache, Massinhas Soft e cola branca (Tintas Acrilex).

Modo de fazer:
- Monte a Ecotela usando cola branca.
- Pinte-a com Tinta Acrylic Colors ou Tinta guache verde.
- Modele com massinhas animais, árvores, etc. inspirados na obra de Tarsila do Amaral. Cole os elementos na obra.



Observação: Tela produzida pelo aluno da pré escola Thiago, aluno da Prof. Odete Caetano da Rocha do Colégio Santa Rita (Zona Leste de São Paulo).

Sugestão 02 - Pintura em tela

Material: tela para pintura, Tinta Acrylic Colors, pincéis, Crystal Cola, Tinta Dimensional preta e Cola branca (Tintas Acrilex).

Modo de fazer:
- A partir da leitura formal e interpretativa de uma das obras de Tarsila do Amaral, crie seu desenho sobre a tela.
- Pinte os espaços com a Tinta Acrylic Colors. Espere secar.
- Faça os contornos com Tinta Dimensional preta.
- Com a Crystal cola faça texturas em algumas partes do trabalho.




Telas produzidas pelas professoras das Escolas Municipais de Paraguaçú Paulista em curso de capacitação.


Sugestão 03 – Abaporu - tridimensional

Material: Base Acrílica para Artesanato, Guache ou Tinta PVA, Cola de isopor ou EVA, Marcador Permanente preto (Tintas Acrilex), Bloco de papel Ecocores 21 cores, papelão, placas de isopor, palitos de churrasco, cola, tesoura, cortador de papel em formato de flor, papéis coloridos, papel laminado prateado e cola quente.

Modo de fazer:
Elementos:
- Risque sobre o papelão o Abaporu, os cactos e o sol. Passe uma demão de Base Acrílica para Artesanato e espere secar.
- Com Tinta Guache ou Tinta PVA pinte os elementos.
- Com Marcador Permanente preto faça desenhos no Abaporu como se fossem tatuagens.
- Decore os cactos colando florzinhas de papel cortadas com cortador nos papéis Ecocores 21 cores.
- Cole com cola quente palitos de churrasco por trás do Abaporu e dos cactos

Base:
- Corte várias placas de isopor. Cole uma sobre a outra com a Cola de isopor ou EVA.
- Pinte com guache ou Tinta PVA.

Céu:
- Noite – Pinte uma placa de papelão com Guache ou Tinta PVA azul. Corte estrelas e lua no papel laminado prateado. Cole sobre o céu.
- Dia – Pinte o céu com cores bem vivas (amarelo, laranja e vermelho). Espere secar. Cole o sol (círculo de papelão pintado)

Montagem tridimensional
- Espete os elementos (Abaporu e cactos) sobre a base de isopor.
- Coloque o céu, dia ou noite atrás dos elementos, assim a montagem tridimensional ficará pronta.




Conteúdos trabalhados:
-         Leitura formal, interpretativa, releitura, vida e obras de Tarsila do Amaral.
-         Linhas, formas, mistura de cores, sobreposição, composição, proporção, bi e tridimensão, harmonia, textura e planos.

Técnicas trabalhadas:
- Modelagem e pintura – Atividade 01
- Pintura chapada com texturas – Atividade 02
- Pintura em degradée, chapiscada e chapada – Atividade 03

Possibilidades de trabalho:
- Inicialmente apresente aos alunos as obras de Tarsila do Amaral, e juntos, escolham uma delas.
- Escolhida a obra, façam a leitura formal (linhas, formas, planos, cores, formas, etc).
- No segundo momento faça a leitura interpretativa da obra: O que vejo na obra?, O que está representando?, O que me lembra? Qual a mensagem que o artista queria passar? etc.
- Fale sobre a artista Tarsila do Amaral, seu estilo, as cores usadas nas obras (cores caipiras), os temas que ela abordava, as técnicas, o cubismo (a simplificação das formas e traços), a representação dos planos, etc. Fale com as crianças sobre o Modernismo, o que acontecia no Brasil e no mundo na época e o que isso influenciou Tarsila.
- Explore os sentimentos que aparecem na obra escolhida, faça uma reflexão sobre os seus próprios sentimentos.
- Inspirado na obra escolhida, faça o seu desenho e modele, pinte ou faça uma montagem tridimensional conforme as sugestões acima.
- Faça uma roda de conversa onde cada criança mostrará sua criação e contará o que aprendeu com o desenvolvimento da atividade, como foi o processo de criação, quais os novos conteúdos aprendidos e quais os relembrados.

Obs: Plano de Aula publicado no site www.acrilex.com.br - Edição nº 02. 

Ivete Raffa
Arte educadora e pedagoga

2 comentários:

  1. Eu adoro os trabalhos da Tarsila... vê-los aqui, feitos desse jeito, foi um encanto!
    Ficou lindo!

    ResponderExcluir
  2. as releituras dos trabalhos de Tarsila me emocionaram. Parabéns!!!

    ResponderExcluir